Mensagem de Abertura Newsletter

dest_pt

A Deus jamais alguém o viu. O Filho Unigénito, que é Deus e está no seio do Pai, foi Ele quem o deu a conhecer. (Jo 1,18)

Termina assim o prólogo do Evangelho de São João. A vida de Jesus foi, e continua a ser, uma grande e única narração de seu Pai. Mas a narração tem necessidade de um corpo que lhe dê voz e de um corpo que acolha a voz, até que a palavra se torne letra, gesto que incide, que deixa marcas, sinais, palavras…

As narrações desta newsletter expressam o desejo de contar um pouco de nós, de nos contarmos uns aos outros, de saber, de partilhar, de estar presentes na vida das pessoas de quem gostamos e que se tornam companheiras de caminho, ajudando-nos a alargar o olhar para além dos confins da nossa realidade local.

Narrar é um outro modo de nascer, de vir à luz, de realizar um gesto de confiança e de abertura, de partilha. Narrar para viver e para fazer viver. Talvez por isto, a primeira newsletter dos centros educativos europeus coincide com o tempo do Advento, da espera de um nascimento.

Aquele que esperamos é Aquele que narra Deus, Seu Pai.

As nossas boas festas e o nosso desejo é poder encontrar, também nas nossas narrações, as marcas daquele Deus que nunca ninguém viu, mas que foi narrado dentro dos acontecimentos da História, por Ele habitada.

Sr Lucia e sr Francesca